sexta-feira, 30 de novembro de 2012

PÃO DE MILHO COM CHOURIÇO E PIMENTOS



  Adoro pão de milho e no outro dia apeteceu-me fazer este com alguns ingredientes que ficaram muito bem. Como em muitas coisas na cozinha, podemos inventar e prepará-lo com outros ingredientes, com cebola, azeitonas, malagueta, bacon, queijo... enfim, deixar que a imaginação nos guie...


200 grs farinha de milho
200 grs farinha de trigo
1 saqueta de fermento de padeiro
1 ovo
1,5 dl leite magro
1 Pimento verde/vermelho
1 chouriço
Salsa (ou outra erva aromática a gosto)
Sal e pimenta
Alho em pó

Misture as farinhas com os temperos (sal, pimenta e alho em pó), o fermento e a salsa picadinha.

Deite um pouco de leite  morno e o ovo e amasse bem. Coloque numa tigela coberta com um pano e deixe crescer durante cerca de 1 hora.

Passado este tempo junte os pimentos em cubos e o chouriço às rodelas. Amasse novamente e coloque numa forma de bolo inglês untada com manteiga e farinha. Alise com uma colher molhada.

Leve a forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 45 minutos.



quarta-feira, 28 de novembro de 2012

CARIL DE CAMARÃO COM COCO, MAÇÃ E ROMÃ

 

 
   Desta vez apeteceu-me um caril... Por isso convido-vos a virem comigo numa viagem pelos sabores quentes da Índia!...
 
   Decidi partilhar convosco um excerto de um livro indiano, O Deus das Pequenas Coisas de Arundhati Roy. Não sei se conhecem, é um livro muito directo e cru, sobre as diferenças de castas e tradições, mas que aqui e ali é pontuado por textos de imensa beleza... espero que gostem...
 
   "Não importava que a história já tivesse começado, porque há muito que o kathakali descobriu que o segredos das Grandes Histórias é elas não terem segredo nenhum.
As Grandes Histórias são aquelas que já ouvimos e queremos voltar a ouvir.
Aquelas onde podemos entrar e morar confortavelmente.
Que não nos enganam com calafrios e finais acrobáticos.
Que não nos surpreendem com o imprevisto.
Que são tão familiares como a casa onde moramos.
Ou o cheiro da pele de um amante.
Sabemos como acabam, porém ouvimo-las como se não soubéssemos.
Tal como, embora sabendo que um dia havemos de morrer, vivemos como se não o soubéssemos. Nas Grandes Histórias sabemos quem vive, quem morre, quem encontra o amor e quem não o encontra. E, contudo, queremos saber de novo."
 
  


Camarões descascados
Caril em pó
Malagueta (se não gostar de muito picante ponha pouca ou nenhuma malagueta)
Sementes de coentros moídas 
Azeite
Cebola
Leite de coco
1 maçã fatiada
Coentros frescos picados

Num tachinho coloque o azeite, a cebola , as sementes de sésamo, a malagueta e o pó de caril. Deixe alourar a cebola, mexendo um pouco. Coloque os camarões. Deixe cozinhar.

Coloque o leite de coco e as fatias de maçã. Pode reservar algumas para acrescentar ao servir, para obter uma textura crocante.

Deixe cozinhar um pouco e polvilhe com coentros picados.

Eu servi com arroz de pimentos e açafrão e polvilhei com grãos de romã.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

UMA SOBREMESA COM SABOR A MORANGO...


  Esta é uma sobremesa simples, para quando temos que preparar algo e não temos grande coisa em casa. Leva apenas uma lata de leite condensado e  gelatina. Usei a de morango, mas acho que resulta muito bem também com gelatina de pessego ou ananás.

  Aqui fica...

2 pacotes de gelatina
1 lata de leite condensado magro

Prepare uma gelatina de acordo com as instruções da embalagem.

Junte a lata de leite condensado e mexa.

Coloque em tacinhas individuais ou numa taça grande e deixe no frigorifico para solidificar bem.

Quando a base estiver sólida prepare a outra gelatina e deite por cima. Leve novamente ao frigorifico.

Delicie-se!...

domingo, 25 de novembro de 2012

BOLINHOS DE COCO E ALFARROBA


  
   Os bolinhos de coco são sempre um sucesso, simples, rápidos e deliciosos!...

   No outro dia experimentei a farinha de alfarroba em bolos e achei que resultava muito bem. Desta vez decidi juntar um pouco desta farinha aos clássicos bolinhos de coco e fiquei muito satisfeita com o resultado.

  Aqui fica. Esta quantidade rende 12 bolinhos.

150 grs de coco ralado
1 ovo
1 colher de sopa de manteiga derretida
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de farinha de alfarroba

Misture todos os ingredientes e forme bolinhas. Coloque-as em forminhas individuais e leve ao forno a 180ºC cerca de 10 minutos.

sábado, 24 de novembro de 2012

TORTILHA ESPANHOLA


   Neste dia chuvoso proponho uma viagem até terras mais quentes... Vamos a Espanha...  

  Todos conhecemos a tortilha espanhola, que tão bem acompanha lanches e petiscos! Deixo-vos aqui a receita desta que fiz no outro dia. Acompanhei-a com umas azeitoninhas, uma linguiça assada e uma saladita... maravilha!

2 batatas
1 cebola
5 ovos
Azeite
2 fatias de pimentos
Salsa
Sal e pimenta


Corte as batatas em cubos ou lascas e coloque-as a dourar em azeite. Junte a cebola e o pimento laminados. Deixe cozinhar até que a batata fique cozida. Coloque em lume brando e com uma tampa por cima. Vá mexendo de vez em quando.

Misture os ovos batidos assim como o sal, a pimenta e a salsa picada. Reserve um pouco de salsa para a decoração.

Quando a tortilha estiver cozida de um lado vire, cuidadosamente do outro.

Sirva polvilhada com salsa e acompanhada de uma cervejita...


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

BOLACHAS DE CANELA COM CHEIRINHO A NATAL...

 
    É verdade, o Natal está-se a apróximar a passos largos... As lojas decoradas, as publicidades em força e o grande dia está a chegar...
 
    Esta é uma época do ano de que gosto muito, o espírito, as histórias, o frio nas ruas e o calor das casas, as luzes que brilham na árvore... Neste ano, embora tenham que haver alguns ajustes devido às condições actuais da ecónomia, acredito que este natal seja passado mais de acordo com a sua essência, com a paz, amor e fraternidade que veicula, mais do que um apelo desenfreado ao consumo...
 
   Enfim, divagações à parte, deixo-vos aqui umas bolachinhas que fiz com o meu filhote que, pelos vistos, também tem um gostinho pela cozinha!...
 
 
6 colheres de farinha de trigo peneirada
1 ovo
4 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de manteiga amolecida
Canela
Uma pitada de sal
 
 
Misture os ingredientes e amasse bem até ficar com uma massa homogénea. Corte bolachinhas do formato que entender e coloque num tabuleiro untado. Polvilhe com um pouco de açúcar e canela e leve ao forno cerca de 15 minutos a 190ºC.
 
Quando as retirar do forno coloque numa grelha para arrefecerem e ficarem durinhas. Guarde-as num recipiente hermeticamente fechado para não ficarem moles.
 
Acompanhe-as com um chá ou um chocolate quente.
 

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

SCONES DE AZEITONAS E ALECRIM


   Adoro scones, doces, salgados, o que for... por isso partilho hoje convosco uma receita que fiz no outro dia e que acho que resultou muito bem. Aqui fica...

250 grs de farinha peneirada
200 ml leite
1 colher de sopa de manteiga derretida
Uma pitada de sal
Queijo ralado
Azeitonas pretas picadas
1/2 cebola finamente picada
Alecrim picado

Comece por amassar a farinha com a manteiga, o leite e o sal.

Acrescente as azeitonas picadas assim como a cebola, o queijo e o alecrim. Envolva tudo muito bem.

Estenda a massa com uma espessura de cerca de 2mm e com a ajuda de um cortador redondo, corte pequenas bolinhas e coloque-as num tabuleiro untado com manteiga.

Pincele cada scone com um pouco de leite. Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC durante cerca de 15 minutos.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

HARIRA, A SOPA VERMELHA MARROQUINA


  A harira é uma sopa originária do povo berbere em Marrocos, à base de grão de bico, lentilhas e várias ervas e especiarias.

  Com estes dias frios e ventosos apetece frequentemente uma sopa quente e reconfortante, principalmente quando é uma sopa consistente e nutritiva como esta que pode facilmente constituir uma refeição.

  Naquela que fiz não coloquei as lentilhas, que não tinha, nem os ovos, porque tenho andado a abusar e o colesterol não perdoa, mas deixo-vos aqui a receita completa. Podem ainda acrescentar outras especiarias a gosto (canela, gengibre...). Eu só coloquei as que em baixo descrevo e já acho que ficou uma sopa com um sabor muito aromatizado.

Grão cozido
Lentilhas cozidas
1 colher de farinha de trigo
Tomate pelado
Polpa de tomate
1/2 cebola
Aletria
Sementes de coentros
Coentros
Açafrão
Aipo
Salsa
Sal e pimenta
Tâmaras para acompanhar

Coloque o grão cozido num tacho ao lume com a água, a cebola cortada às rodelas e o açafrão. Deixe ferver cerca de 15/20 minutos.

Acrescente o tomate, os coentros, a salsa, o aipo, as sementes de coentros e a aletria. Tempere com sal e pimenta.

Deixe cozer mais algum tempo. Misture a farinha com a água e deite no tacho mexendo bem para a incorporar e obter uma sopa cremosa.

Passados mais 10 minutos junte os ovos batidos e mexa bem para que estes não coalhem.

Sirva imediatamente e acompanhe com tâmaras, que resultam na perfeição, contra balançando a acidez do tomate.

Bom apetite!

POLENTA COM FEIJÃO PRETO



   Porque às vezes há dias "daqueles", em que chegamos a casa e só nos apetece comer um prato de comida reconfortante (e rápida...), deixo-vos aqui uma sugestão de uma conjugação que descobri no outro dia e, para dizer a verdade, me revitalizou a alma... Não é um prato com a apresentação mais bonita, mas o que lhe falta em arranjos estéticos sobra-lhe em sabor!...

  Aqui vai...

Para o feijão:

Feijão preto pré-cozido
Azeite
Cebola
Alho
Chouriço
Cenoura ralada
Sal e pimenta

Para a polenta:

Sêmola de milho
Água
Azeite
Sal

Faça um refogado com o azeite, a cebola e o alho. Junte o chouriço cortado às rodelas e deixe dourar. Acrescente o feijão preto e a cenoura ralada. Rectifique os temperos e deixe cozinhar.

Enquanto isso prepare a polenta, colocando a água com o sal e o azeite ao lume. Quando ferver misture a sêmola e mexa até engrossar.

Eu gosto de colocar a polenta numa taça e o feijão por cima... hum, delicia!!... Já me sinto outra!...



segunda-feira, 19 de novembro de 2012

SALADA FATUCHE COM SEMENTES DE ROMÃ


 

  Porque o Natal está a chegar e com ele todas as tentações e calorias que fazem parte da tradição, trago hoje uma receita saudável, leve e deliciosa, recheada de sabores exóticos que nos permitem umas mini-mini férias por terras do médio oriente...

  A salada fatuche é, de facto, uma especialidade da Síria e do Líbano, composta por legumes crus, pão pita e queijo shanklish, um queijo árabe de cabra ou ovelha, preparado em bolas e coberto por zaatar, a mistura de especiarias de que aqui vos falei no outro dia (podem ver a receita aqui). Em vez desde queijo usei queijo feta e o zaatar em pó juntamente com o molho de tempero.

  Eis a receita:

Alface (também podem usar rúcula, agrião, espinafres crus...)
Tomate
Pepino
Cebola
Salsa
Coentros
Hortelã
Pão pita tostado
Queijo feta
Azeite
Zaatar
Sumo de limão
Sal e pimenta
1 dente de alho ralado
Romã


Numa taça coloque a alface lavada e cortada aos pedaços. Corte em cubos o tomate, o pepino e a cebola e junte à alface. Acrescente as ervas picadas.

Toste o pão e parta-o com as mão em pequenos pedaços. Junte à salada.

Prepare o molho, misturando o azeite com o sumo de limão, o zaatar, o alho, o sal e a pimenta. Bata até obter um preparado homogéneo e cubra a salada, envolvendo bem, para que o pão embeba bem os sabores do molho.

Salpique com as sementes de romã.

domingo, 18 de novembro de 2012

EMPANADA DE ATUM

 
 
    A minha proposta hoje leva-nos até Espanha, com este prato de origem galega. As empanadas podem ter vários recheios, bacalhau, frango, sultanas ou atum, entre outros. Eu trouxe-vos uma empanada de atum à qual juntei azeitonas e maçã.
 
  Eis a receita...
 
 
 


1 embalagem de massa folhada
Azeite
Cebola
Alho
1 Folha de Louro
Cenoura ralada
Tomate enlatado
Pimentos
Atum
Azeitonas
1 maçã
Sal e pimenta
1 ovo batido para pincelar


Coloque num tacho o azeite com a cebola laminada, o alho e o louro. Deixe dourar e junte os pimentos cortados às tiras, a cenoura ralada e o tomate. Temper com sal e pimenta e deixe cozinhar.

Corte as azeitonas em pedacinhos e junte ao preparado assim como o atum e a maçã em cubos. Reserve.

Estenda a massa folhada e forre um prato de ir ao forno. Reserve metade da massa para cobrir.

Recheie com a mistura do atum e coloque a restante massa por cima, selando bem dos lados. Faça um buraquinho no centro para que a empanada "respire" enquanto cozinha. Pincele com um ovo batido e leve ao forno pré-aquecido a 190ºC.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

PANACOTA DE CHOCOLATE E MENTA


   Uma sobremesa com chocolate vem sempre a calhar, não é? Pois bem, inspirei-me na iguaria italiana e fiz esta panacota... Continuo a preferir a panacota com fruta, para ser sincera, mas esta que fiz também não fica muito atrás...

2 pacotes de natas de soja
Meio copo de leite
2 colheres de sopa de açúcar
4 folhas de gelatina
Essência de baunilha
Folhas de Menta
1 tablete de Chocolate
3 colheres de sopa de natas

Num tachinho coloque os pacotes de natas, o leite, o açúcar, a baunilha e as folhas de menta. Deixe ferver. Retire do lume e deixe arrefecer um pouco.

Ponha de molho em água fria as folhas de gelatina. Junte-as às natas mexendo bem para dissolver.

Coloque em tacinhas indiciduais e leve ao frigorifico.

Entretanto prepare a ganache, derretendo o chocolate com as natas até obter uma mistura homogénea e brilhante. Deixe arrefecer um pouco e deite por cima da panacota. Leve novamente ao frio.

Sirva decorado com umas folhinhas de menta.

Delicie-se...

Bom fim-de-semana!...

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

MIL FOLHAS DE LEGUMES E QUEIJO DA ILHA

 
 
    A minha proposta de hoje é uma entrada, simples e agradável, para quem gosta de beringela. Fiz no outro dia e foi um sucesso...
 
Beringelas
Tomates
Azeite
Sal e pimenta
Queijo da ilha
Manjericão
 
Corte as beringelas às rodelas e coloque-as num prato. Tempere com sal. Aguarde pelo menos 30 minutos. Há quem diga que não é preciso fazer isto às beringelas, mas da única vez que não o fiz elas ficaram intragáveis... Não sei se foi por isso, mas desde aí que nunca omiti este passo..
 
Lave as beringelas e seque-as. Deite-lhes por cima um fio de azeite. Faça o mesmo com o tomate, corte às rodelas e deite um fio de azeite.
 
Aqueça um grelhador e coloque as rodelas de beringela e o tomate. Tempere com sal e pimenta. Grelhe dos dois lados e reserve.
 
Para montar o mil folhas comece por uma rodela de beringela, outra de tomate e queijo. Repita o processo e termine com um pouco de queijo. Coloque uma folha de manjericão.
 
Sirva quente. Bom apetite!

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

FOCACCIA COM TOMATE E AZEITONAS PRETAS

 
  A focaccia é um tipo de pão italiano, típico de Génova, classicamente achatado e com vários tipos de cobertura, mas regado com azeite, sal e ervas. Adoro este tipo de pães com cobertura de vários ingredientes e este não me desiludiu!...
 
  Esta é a minha versão...
 
 
350 grs de farinha
Uma pitada de sal
Azeite
250 ml água
Azeitonas pretas descaroçada e partidas
Tomate
Cebola
Salva
 
Misture a farinha peneirada com o sal. Junte a água e um fio de azeite e amasse durante alguns minutos. Forme uma bola.
 
Numa taça untada com azeite coloque a massa, cubra e deixe repousar cerca de 1 hora.
 
Passado este tempo volte a amassar a massa e junte parte das azeitonas partidas em pedaços.
 
Unte um tabuleiro e coloque a massa estendida. Faça uns buraquinhos com os dedos. Volte a deitar os resto das azeitonas, a cebola picada e disponha as rodelas de tomate.
 
Regue com azeite, polvilhe com sal grosso e deite as folhas de salva.
 
Tape e deixe repousar mais 30 minutos. Depois disto leve ao forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 25 minutos.
 
 

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

LASANHA DE SOJA


   Costumo muitas vezes usar soja granulada. Acho saboroso, prático e rápido! Aqui fica, então, uma receita de uma lasanha que faço com frequência e que é muito apreciada por estes lados!

Soja granulada
Cebola
Alho
Azeite
Folha de louro
Sal e pimenta
Tomate triturado
Cenoura ralada
1 pitada de açúcar
Folhas de lasanha
Farinha
Leite
Noz moscada
Umas gotinhas de sumo de limão
Queijo ralado

Coloque a soja num recipiente com água para hidratar durante apenas 4/5 minutos.

Faça um refogado com o azeite, alho, cebola e louro. Quando a cebola estiver dourada deite a soja, o sal e a pimenta e mexa. Acrescente a cenoura ralada, o tomate e o açúcar. Deixe cozinhar e apurar o molho.

Entretanto faça o bechamel, colocando o azeite, louro e cebola num tacho para refogar. Junte a farinha, mexa e, de seguida o leite. Mexa bem e se lhe parecer que o molho está grosso coloque mais um pouco de leite. Tempere com o sal, pimenta e noz-moscada.

Retire do lume e junte o sumo de limão.

Num pirex faça a montagem da lasanha. Primeiro uma camada de molho bechamel, depois intercale as folhas de lasanha com a soja, terminando com uma camada de molho. Polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno.

domingo, 11 de novembro de 2012

PUDIM DE LEITE CONDENSADO E COCO



   Tinha que gastar alguns ingredientes que já estavam cá em casa há algum tempo e lembrei-me de fazer um pudim de leite condensado... juntei coco e ficou uma delícia! Apesar de parecer um pouco enrugado... Mas isso deixo-vos a vocês julgar!...

1 lata de leite condensado
1 lata de leite evaporado
4 ovos
150 grs de coco ralado
1 colher de sopa de açúcar amarelo
Essência de baunilha
Caramelo líquido

Misture os ovos com o leite condensado e o leite evaporado. Acrescente a colher de açúcar, a baunilha e o coco.

Deite o caramelo líquido numa forma e verta o pudim.

Leve ao forno a cozer em banho maria a 180ºC durante cerca de 30/40 minutos ou até o pudim estar cozido (quando espetar uma faquinha ela sair limpa).

Depois é só desenformar e saboarear!

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

SÃO MARTINHO, BOLO DE CASTANHAS, NOZ E LARANJA

  
  
    Diz a sabedoria popular "São Martinho, vai à pipa e prova o vinho"... Pois bem, a minha proposta é que esta prova seja acompanhada deste maravilhoso bolo de castanhas, com noz e laranja, que até a mim me surpreendeu! Experimentem!...

400 grs castanhas
Sal
Erva doce
100 grs de miolo de noz (moído)
200 grs de açúcar branco
100 grs de manteiga
4 ovos (gemas + claras)
Raspa de laranja
Açúcar em pó para polvilhar

Coloque as castanhas retalhadas num tacho com água, sal e erva doce e deixe cozer. Descasque-as e reduza-as a puré.

Bata as gemas com o açúcar. Acrescente a manteiga derretida e a raspa de laranja. Misture a noz moída e o puré de castanhas.

Termine envolvendo delicadamente as claras em castelo. Coloque numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha.

Leve ao forno pré-aquecido a 190ºC cerca de 30 minutos.

Retire do forno e deixe arrefecer. Polvilhe generosamente com o açúcar em pó.

Agora é só acompanhar com um copo de vinho e deliciar-se!

SUSPIRO LIMEÑO



   Dando continuidade à viagem pelo Perú, e após vos ter trazido no outro dia um prato principal, hoje chegou a vez da sobremesa... O suspiro limeño é supostamente um dos doces mais populares do Perú, um doce intenso e com um cheirinho bem português, já que leva vinho do Porto... Eu, como não tinha no momento vinho do Porto, optei por vinho da Madeira, uma ligeira alteração que não deve ter sido significativa nem prejudicado o resultado final!... Experimente!

1 lata de leite condensado
1 lata de leite evaporado
5 gemas
Raspa de laranja
3 claras em castelo
2 colheres de açúcar
3 colheres de água
3 colheres de vinho do Porto (ou Madeira...)
Canela para polvilhar

Misture o leite condensado com o leite evaporado num tachinho e coloque em lume brando, mexendo com alguma frequência para não agarrar no fundo.

Quando obtiver um creme espesso retire do lume e deixe arrefercer. Misture as gemas e a raspa de laranja. Coloque em tacinhas e leve ao frigorífico.

Prepare a calda, colocando a água, o açúcar e o vinho num tachinho, até que o açúcar derreta e espere até obter um molho com alguma consistência. retire do lume e deixa arrefecer um pouco.

Bata as claras em castelo e vá incorporando um pouco da calda, envolvendo delicadamente.

Cubra as tacinhas colocando o merengue por cima da mistura de leite condensado. Polvilhe com canela.

Sirva bem fresco.
 

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

TARTELETTES DE TOMATE E COURGETTE


 Desta vez resolvi fazer uns pequenos tartelettes de tomate e courgette, simples mas saborosos. Uma forma interessante e diferente de ajudar as crianças a comerem legumes...

1 base de massa quebrada
1 pacote de Natas
3 ovos
Tomate
Courgette
Sal e pimenta
1 dente de alho picado
1 cebola pequena picada
Queijo ralado

Forre as formas de tartelettes com a massa quebrada.

Misture as natas com os ovos e os temperos. Acrescente o queijo ralado e envolva tudo.

Corte os legumes aos pedacinhos e recheie as formas. Verta o preparado anterior e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC.

Acompanhe com uma salada para obter uma refeição leve e saudável...

terça-feira, 6 de novembro de 2012

SOUFFLE DE CHOCOLATE COM BAUNILHA E PIMENTA PRETA


  
   O chocolate sempre foi, é e será um ingrediente adorado e reconfortante que em qualquer momento do nosso dia-a-dia e em qualquer fase da nossa vida é sempre bem vindo, seja em que forma for... A minha proposta hoje vai para um soufflé de chocolate com um toque de "crescidos", com uma pitada de pimenta preta. Se o prepararem para crianças podem, obviamente, exclui-la.

4 ovos (gemas + claras)
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de farinha peneirada
300 grs de chocolate preto (se preferir também pode usar chocolate de leite)
125 grs de manteiga
Essência de baunilha/vagem de baunilha
Pimenta preta moída na hora

Bata as gemas com o açúcar até que a mistura duplique de volume. Junte a farinha e misture.

Derreta  o chocolate com a manteiga. Deixe arrefecer um pouco e junte ao preparado anterior. Acrescente a essência de baunilha ou as sementes se optar pela vagem e a pimenta moída na altura da preparação.

Bata as claras em castelo e envolva delicadamente na massa de chocolate.

Deite em pequenas taças e leve a cozer a 200ºC cerca de 15 minutos, uma vez que é suposto que o soufflé fique ainda um pouco húmido no interior.

Polvilhe com açúcar em pó.

Experimente e proporcione a si próprio um pequeno momento de prazer!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

MOUSSAKA



 Hoje a viagem é até ao Mediterrâneo. Proponho-vos uma moussaka, um tipo de lasanha grega onde as folhas de massa são substituídas por beringela às rodelas. Embora existam versões que também usam camadas de batata, optei por usar apenas a beringela. Um prato aconchegante para estes dias que vão cada vez ficando mais frescos...

Beringela
Carne picada (tradicionalmente borrego, mas eu usei porco...)
Cebola
Alho
Polpa de tomate
Azeite
Sal e pimenta
Canela
Noz moscada
Folha de louro
Farinha
Leite

Comece por cortar as beringelas às rodelas e temperá-las com um pouco de sal. Coloque num prato e reserve durante, pelo menos 30 minutos.

Passe as beringelas por água e volte a temperar com um pouco de sal e pimenta. Coloque um fio de azeite numa frigideira e as beringelas para dourar. Retire-as para um prato sobre folhas de papel absorvente para retirar o excesso de gordura.

Deite mais um pouco de azeite, as cebolas e o alho picado, deixando alourar. Acrescente a carne e tempere com sal e pimenta e adicionando um pouco de canela em pó. Junte a polpa de tomate e deixe cozinhar.

Enquanto isso prepare o molho, colocando o azeite e uma folha de louro num tacho. Quando estiver quente deite a farinha. Mexa e acrescente o leite. Envolva bem e tempere com sal e noz moscada. Mexa até obter um preparado cremoso e aveludado. Se vir que o molho está muito grosso adicione mais um pouco de leite e mexa bem.

Comece a dispor as camada num pirex, começando por uma camada de molho. Depois as beringelas, a carne e novamente as beringelas. Termine com uma camada de molho branco.

Leve ao forno a gratinar.

Delicie-se!!

domingo, 4 de novembro de 2012

TARTE BAKEWELL COM DOCE DE AMEIXAS





   A Tarte Bakewell é uma tarte tradicional inglesa com recheio de compota, típica da cidadezinha pitoresca de Bakewell. Decidi experimentá-la, mas resolvi fazer algumas alterações à receita tradicional, reduzindo a quantidade de manteiga e com diferenças a nível de preparação. Sei que é uma tentação calórica, mas podem fazer como eu, partilhá-la com bons amigos!

Eis a receita...

Massa:
150 grs farinha
100 grs açúcar em pó
80 grs manteiga sem sal em cubos à temperatura ambiente
Sal
2/3 colheres de água bem fria


Recheio:
150 grs amêndoas moídas
150 grs açúcar amarelo
150 grs manteiga sem sal fria e em cubos
Raspa de uma laranja
3 ovos grandes
1 gema
60 grs farinha

Doce de ameixas (preferencialmente caseiro, 1 kg ameixas, 700 grs açúcar, 1 pau de canela e casca de laranja)


Prepare a base juntando todos os ingredientes e mexendo rapidamente para a massa não aquecer. Envolva em película aderente e coloque no frigorífico 15/30 minutos.

Forre uma forma de tarte e leve novamente ao frio cerca de 15 minutos.

Entretanto prepare o recheio. Misture o açúcar com a manteiga amolecida e junte os ovos um a um. Acrescente a amêndoa moída e a farinha. Envolva bem. Junte a raspa de laranja.

Retire a tarteira do frigorífico e coloque uma camada de doce de ameixa e por cima o recheio de amêndoas.

Leve ao forno pré-aquecido a 190ºC até a massa estar cozida e dourada.

Sirva polvilhada com o açúcar em pó...

Delicie-se!

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

GARAM MASALA COM ABÓBORA E GRÃO-DE-BICO


 
 
   Hoje apeteceu-me viajar um pouco mais para leste e preparar um caril, com ingredientes bem indianos... E também para dar uso à abóbora que me sobrou do Halloween!...
 
     O Garam Masala é uma mistura de especiarias típica da Índia, que inclui grãos de pimenta preta e branca, cravinho, louro, cominhos, canela, cardamomo, noz-moscada, anis  e sementes de coentro, ainda que as quantidades de cada uma delas seja variável, consoante a aplicação, o cozinheiro e  a região onde é preparada.
 
 
 
  Trago-vos, assim, um prato de legumes com esta mistura de especiarias que comprei já preparada e à qual juntei leite de coco para conferir uma textura mais aveludada e um sabor menos picante.

Azeite
Mistura de especiarias Garam Masala
Leite de coco
Sal
Abóbora em cubos
Cenoura às rodelas
Grão de bico cozido
Algumas folhas de couve cortadas em pedaços

Comece por deitar um pouco de azeite num tacho juntamente com o Garam Masala. Mexa durante 1/2 minutos, de modo a aprimorar o sabor da mistura. Acrescente um pouco de água e a abóbora, o grão e as cenouras. Quando ferver acrescente a couve. 

Tempere com sal e deixe cozinhar, mexendo ocasionalmente. Quando os legumes estiverem quase cozidos junte o leite de coco e deixe no lume mais cerca de 5 minutos.

Sirva com arroz basmati e polvilhado com coentros picados.

Bom apetite!!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

KATAYEF, Doce Árabe




     Depois de vos ter trazido aqui os falafel, hoje trago uma sobremesa. O Katayef é um doce preparado durante o mês do ramadão no Médio Oriente e Mundo Árabe, um pouco na lógica dos crepes, mas com recheio de frutos secos ou compotas.

  Existem versões fritas e outras não. Optei por vos trazer uma que não o é, por ser, assim, mais saudável. O recheio que utilizei levou amêndoas, mas podem usar qualquer outro fruto seco que prefiram. Aromatizei-os com água de flor de laranjeira, mas também é frequente usarem água de rosas ou mel. A escolha será vossa...

Para a massa:
150 ml água morna
150 ml leite morno
5 grs açúcar
Uma pitada de sal
100 grs de farinha
Uma colher de fermento

Para a calda:
240 grs de açúcar
5 ml de água de flor de laranjeira
100 ml de água
umas gotinhas de limão

Para o recheio:
50 grs áçúcar
7,5 ml água de flor de laranjeira
Amêndoas picadas/laminadas

Misture o fermento com o sal e o açúcar e adicione a água e o leite mornos. Aos poucos misture a farinha, batendo bem para não criar grumos.

A massa deve descansar cerca de 1 hora.

Enquanto isto prepare a calda, levando a água ao lume com o açúcar e deixando ferver. Retire do lume cerca de 1/2 minutos depois despois de ferver e junte então a água de rosas.

Para preparar o recheio misture as amêndoas com o açúcar e a água de flor da laranjeira.

Passada cerca de 1 hora aqueça uma frigideira e unte levemente com manteiga. Coloque uma colher de massa com cerca de 10 cms e coza apenas de um lado, mas até que se veja que fica cozido por cima. Retire do lume e reserve.

Recheie com as amêndoas o lado que não foi diretamente cozido do ataíf e feche-o bem.

Ao servir regue com a calda que preparou anteriormente.