sexta-feira, 29 de março de 2013

HOT CROSS BUNS



    Estes Hot Cross Buns são uns pãezinhos doces e com várias especiarias, típicos das Ilhas Britânicas e comidos na altura da Páscoa, nomeadamente na 6ª Feira Santa, devendo o seu nome à cruz feita por cima simbolizando a crucifixão de Cristo. Reza a história que esta cruz deve ser feita antes da cozedura para "espantar o diabo".

  A 1ª (e única) vez que comi estes pãezinhos foi na Irlanda, uma viagem que adorei e que, talvez por isso me tragam boas recordações.

   Mas aqui vos deixo como preparar estes pãezinhos...

625 grs farinha de trigo
1 colher de chá de sal fino
3/4 colher de chá de canela
3/4 colher de chá de erva-doce
3/4 colher de chá de gengibre em pó
3/4 colher de chá de noz moscada
1/2 colher de chá de cravinho em pó (eu não usei)
45 grs de manteiga
85 grs de açúcar
raspa de limão
1 e 1/2 colher de chá de fermento de padeiro
275 ml de leite
1 ovo
125 grs de passas de uva

Para a cobertura:
2 colheres de sopa de farinha de trigo
2 colheres de sopa de água fria
1 colher de sopa de geleia (também podem usar mel ou maple syrup)







Misture a farinha, o sal e as especiarias  numa tigela grande. Incorpore a manteiga usando a ponta dos dedos. Faça um buraco  no centro da mistura e adicione  o açúcar, a raspas de limão e o fermento.
Bata o ovo e adicione à farinha, juntamente com o leite. Misture até formar uma massa macia e maleável.

Coloque a massa numa bancada polvilhada  com farinha e  misture as passas, amassando-a levemente por 5 minutos ou até que fique lisa e elástica.
Unte  uma tigela com manteiga. Forme uma bola e coloque-a na tigela, depois cubra com um pano limpo e reserve  num local quente por cerca de 1 hora.

Coloque a massa novamente numa superfície polvilhada com farinha e amasse-a mais uma vez. Forme novamente uma bola e coloque-a na tigela. Cubra  e deixe crescer por mais 30 minutos.
Coloque a massa numa superfície polvilhada e divida-a em 12 partes iguais. Faça uma bolinha em cada uma delas, depois achate um pouco  para fazer o formato de um pãozinho  usando a palmas da mãos. Cubra os pãezinhos por mais 5-10 minutos para descansar.

Unte uma forma  com manteiga e coloque os pãezinhos.
Para a cobertura, misture a farinha e 2 colheres de sopa de água fria para fazer uma pasta. Com a ajuda de um saco de pasteleiro desenhe uma cruz em cada um dos pãezinhos.
Coloque a forma no forno pré-aquecido a 240ºC e deixe cozer 8/10 minutos, ou até ficarem levemente dourados.

Assim que os retirar do forno, pincele com a geleia e deixe arrefecer sobre uma grelha.


E aqui vos deixo um cheirinho da Irlanda...



Malahide Castle

 



Montanhas de Wicklow (Será um lago de cerveja Guiness?!)


         Boa Páscoa!

quinta-feira, 28 de março de 2013

RISOTTO DOCE COM ÁGUA DE FLOR DE LARANJEIRA



   Por esta altura as laranjeiras estão em flor... um perfume inebriante emana quando passamos por perto de uma... simplesmente adoro esta fragrância e lembrei-me de transpor tudo isto para uma sobremesa...

   Já tinha visto algumas sobremesas feitas com arroz arbóreo e fiquei curiosa, pelo que experimentei e saiu este "risotto doce". Espero que gostem...

   Ei-lo aqui...

1 chávena de arroz arbóreo
1 colher de sopa de manteiga
Leite
3 colheres de sopa de açúcar
Raspa de laranja
1 pitada de sal
1 colher de sopa de água de flor de laranjeira

Coloque num tachinho ao lume o leite e a raspa de laranja. Quando ferver retire o leite do lume e misture o açúcar e o sal, mas mantenha-o quente.

Noutro tacho derreta a manteiga e o coloque o arroz arbóreo. Mexa com frequência.

Acrescente uma concha de leite e mexa. Quando o arroz estiver a ficar seco acrescente mais um pouco de leite e repita o processo até que o arroz esteja cozido, o que durará cerca de 20 minutos.

Quando o arroz estiver macio coloque a água de flor de laranjeira e envolva.

Sirva polvilhado com raspa/tirinhas de laranja e raspas de chocolate preto.

Bom apetite!

terça-feira, 26 de março de 2013

PANQUECAS LIGHT DE MAÇÃ PARA MAIS UM DESAFIO...



    Mais um desafio aceite...

    O blog Receitas da Piteca está a fazer 5 anos e lançou-nos mais um desafio que resolvi aceitar.

    Escolhi estas panquecas uma vez que andava à procura de uma receita delas e, por serem "light", são as indicadas para esta altura de Páscoa em que se acaba por comer uma amêndoa ou docinho a mais do que a linha permite!...

   Ficaram umas panquecas bem leves e sem aquele gosto a pecado de que outras parecem vir acompanhadas...

   Aqui fica a receita da Piteca...

PANQUECAS LIGHT DE MAÇÃ COM MOLHO DE IOGURTE NATURAL

260 grs de farinha de trigo com fermento
1 colher de chá de sal fino
1 colher se sobremesa de bicarbonato de sódio
2 ovos
2 chávenas de leite
3 colheres de sopa de adoçante
2 maçãs pequenas

Molho:
1 iogurte natural
2 maçãs pequenas
Cereais/canela em pó

Num recipiente coloque as maçãs descascadas e descaroçadas partidas em pedaços. Acrescente os restantes ingredientes e triture tudo.

Numa frigideira untada com óleo coloque conchas de massa e deixe cozinhar dos dois lados.

Retire para um prato e reserve.

Para o molho, coloque num recipiente o iogurte e as macãs descascadas e descaroçadas e triture.

Sirva as panquecas com o molho, polvilhadas com cereais ou canela.




                                                [Desafio%25205%2520anos%255B4%255D.jpg]

segunda-feira, 25 de março de 2013

MINI SANDUICHES CROCANTES DE ATUM, AZEITONAS E TOMATE SECO



   Hoje trago-vos uma entrada muito simples e saborosa para quando não temos tempo de preparar algo mais elaborado. Sim, porque sou adepta da ideia de que com poucos ingredientes e com técnicas simples podemos fazer pequenas delicias!

   Desta vez usei massa filo porque tinha em casa e porque gosto muito do resultado final, fica mais leve, crocante e saudável, mas se não tiverem podem fazer o mesmo com massa folhada.

Massa filo
Manteiga
Queijo creme
Azeitonas
Tomate seco
Atum
Pimenta

Corte a massa filo em rodelas pincele-a com manteiga derretida, faça montinhos de 3/4 rodelas e leve ao forno 5 minutos a 180ºC.

Misture o queijo creme como atum escorrido, as azeitonas picadas e o tomate seco também picado. Tempere com a pimenta.

Ao retirar as rodelas de massa filo do forno deixe arrefecer e monte as sanduiches na hora de servir.

sexta-feira, 22 de março de 2013

FAJITAS MEXICANAS



   Adoro comida mexicana, como já tive oportunidade de referir aqui algumas vezes... Gosto das cores, da simplicidade, do sabor e da alegria que lhe associo...

   Hoje trago-vos estas fajitas que ficam cheias de sabor e perfeitas para um jantar descontraido com familiares e amigos, conversas e risos à mistura!...


Carne de vaca cortada em tirinhas
Cebola laminada
Alho picado
Cenoura em lascas
Azeite
Sal e pimenta
1 malagueta picada
1 pimento laminado (eu usei vermelho mas podem usar verde e/ou amarelo)
Milho

Coloque um fio de azeite numa frigideira com o alho, a cebola, a cenoura em lascas e os pimentos.

Deixe cozinhar e coloque a carne. Tempere com o sal, a pimenta e a malagueta.

Deite o milho e envolva.

Acompanhe com arroz, tortilhas, salada de alface/tomate, nachos e guacamole.

Bom fim de semana!

quarta-feira, 20 de março de 2013

GOI CUON, SPRINGROLLS VIETNAMITAS COM DIP DE MOLHO HOISIN



    É oficial, a Primavera chegou hoje e trouxe-nos um dia radiante e aconchegante...

   Para lhe dar as boas vindas resolvi fazer estes rolinhos primavera, frescos e saudáveis em tom de comemoração.

Folhas de  papel de arroz
Camarões cozidos e descascados
Lascas de pimento
Alface
Cenoura ralada
Abacate
Coentros

Molho:
1 colher de Molho Hoisin
1 colher de vinagre de arroz
1 dente de alho moido

Coza os camarões em água, sal, alho e malagueta. Descasce-os.

Coloque cada folha individualmente em água a ferver até amolecer, escorra-a e limpe o excesso de água.

Recheie cada rolinho com um pouco de alface, lascas de pimento, cenoura ralada, fatias de abacate, coentros picados e alguns camarõe e enrole-o.

Para preparar o molho misture todos os ingredientes.

Corte ao meio cada rolinho e acompanhe com o molho preparado.

Caso prefira também pode acompanhar com molho de soja.


 
Bem vinda Primavera!...

terça-feira, 19 de março de 2013

QUEQUES DE LARANJA COM CRUMBLE DE AMÊNDOA E AVEIA PARA UM DOCE DIA DO PAI





   O Dia do Pai está aí...

   A minha sugestão de hoje vai para estes queques, muito simples de preparar mas com um toque diferente e muito agradável com a adição do crumble, e que se podem fazer para o pai, ou melhor, com ele...

    Um agradável e doce momento entre pai e filho(s), porque não?


2 ovos
4 colheres de sopa de açúcar amarelo
1 colher de sopa de manteiga
Raspa e sumo de laranja
5 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó

Crumble
50 grs de amêndoa moida
1 colher de sopa de açúcar amarelo
1 colher de sopa de manteiga derretida
Raspa de limão
2 colheres de sopa de flocos de aveia

Bata os ovos com o açúcar. Acrescente a manteiga derretida e bata bem.

Junte o sumo e a raspa de laranja.

Misture a farinha e o fermento e bata até obter uma massa macia e homogénea.

Coloque em forminhas de papel a cerca de 2/3 da sua capacidade.

Prepare o crumble misturando a manteiga derretida com os restantes ingredientes.

Coloque uma colherzinha deste crumble por cima de cada queque.

Leve ao forno a 180ºC cerca de 20 minutos...

E aproveitem bem mais este dia do pai!...

segunda-feira, 18 de março de 2013

SALADA DE TOMATE E MORANGOS




   Os morangos já andam por aí... e até que já são verdadeiras delicias! Comprei estes, muito docinhos e de aspecto tentador...

   Assim nasceu uma salada fresca e saborosa, muito simples e prática, quase com cheiro a primavera...

Tomates maduros
Morangos
Folhas de hortelã
Tostinhas ou croutons
Azeite
Vinagre balsâmico
Sal e pimenta

Corte os tomates previamente lavados em fatias assim como os morangos.

Coloque-os num prato/taça de servir e salpique com as folhas de hortelã picadas.

Tempere com o azeite, o vinagre, sal e pimenta.

Parta algumas tostas em pedacinhos (ou use croutons) e deite por cima.

Sirva decorado com algumas folhas de hortelã.

sábado, 16 de março de 2013

SAMSA, CROCANTES DE AMÊNDOA E SEMENTES DE SÉSAMO



   Tenho andado cada vez mais adepta da doçaria árabe que tenho vindo a pesquisar e experimentar. Estes rolinhos foram a minha mais recente incursão por estas delicias e uma vez mais me vi satisfeita e deliciada!...

  São consumidos preferencialmente na Tunísia e acompanham perfeitamente um chá de menta, tão tradicional no mundo árabe.

  Aqui vos deixo, então, como prepará-los, com algumas adaptações feitas por mim...

2 colheres de mel
2 colheres de água
1 colher de sumo de limão
1 colher de água de flor de laranjeira
Sementes de sésamo

225 grs de amêndoa moída
115 grs de açúcar
Casca de limão ralada
1 colher de chá de canela em pó

Massa filo
Manteiga para pincelar

Comece por misturar o mel com a água e o sumo de limão num tachinho e leve ao lume. Quando ferver desligue, retire do lume e misture a água de flor de laranjeira.

Entretanto misture o açúcar com a amêndoa, a raspa de limão e a canela.

Estenda a massa filo, pincele com a manteiga derretida e corte em tiras de aproximadamente 10 cms. Recheie com uma colher da mistura das amêndoas e enrole. Pincele com um pouco de manteiga. Repita o processo com a restante massa filo.

Coloque num tabuleiro e leve ao forno pré-aquecidos a 180ºC durante alguns minutos até que fiquem tostadinhos.

Passe cada um destes rolinhos pela calda do mel e água de flor de laranjeira e coloque num prato. Polvilhe generosamente com as sementes de sésamo.

E agora é só provar e fazer uma viagem até à calma do deserto!...

 

sexta-feira, 15 de março de 2013

COCKTAIL DE LARANJA E GROSELHA



   O fim de semana está aí!... E apesar de ainda estarem dias frios deixo-vos com uma sugestão de uma bebida fresca e colorida, quase a chamar a Primavera que chega na próxima semana e os dias mais quentes e soalheiros.

  É muito fácil de se preparar. Basta fazer sumo de laranja natural e deitar num copo. Acrescenta-se um fiozinho de xarope de groselha e voilá! Simples mais simples não há! E garanto que fica saboroso  e com cores muito apelativas!

  Bom fim de semana!

quarta-feira, 13 de março de 2013

LEITE CREME DE TANGERINA



   Estamos no tempo das tangerinas e da minha cozinha saiu este leite creme delicioso e muito aromático!

1l de leite magro
200grs de açúcar
60grs de farinha maizena
6 gemas batidas
Raspa da casca de 2 tangerinas
Açúcar mascavado para polvilhar

Coloque o leite ao lume juntamente com a raspa da casca das tangerinas.

À parte misture a farinha com o açúcar. Quando o leite levantar fervura, retire do lume e acrescente a mistura da farinha. Mexa bem. Quando estiver bem dissolvido leve novamente ao lume para engrossar.

Volte a retirar do lume e acrescente as gemas batidas com cuidado para não coalharem. Coloque novamente ao lume, mexendo sempre para cozer as gemas.

Retire o tacho do lume e deite num recipiente para arrefecer.

Deite numa taça ou em tacinhas individuais, polvilhe generosamente com o açúcar mascavado e queime-o com um ferro próprio ou um maçarico de cozinha.

Bom apetite...

segunda-feira, 11 de março de 2013

SHORTBREAD COOKIES



   Estes biscoitinhos shortbread são tipicamente escoceses conhecidos desde os tempos medievais mas que têm vindo a sofrer gradualmente algumas alterações.

   Eram biscoitos reservados a épocas festivas como o Natal, entrada no Novo Ano e casamentos.

   Deixo-vos aqui hoje a sugestão. São simples, apesar de muito calóricos e deliciosissimos. Eu adorei e vou certamente repetir!

   Podem ser preparados em vários formatos, quadrados, rectângulos, triângulos ou círculos, como eu os fiz.

100 grs de manteiga amolecida
125 grs de farinha de trigo
1 colher de açúcar amarelo
1 pitada de sal
Essência de baunilha

Misture todos os ingredientes de modo a obter uma massa uniforme e sedosa.

Estenda-a e corte os biscoitos no formato pretendido. Faça uns furinhos com a ajuda de um garfo.

Coloque-os sobre uma folha de papel vegetal e leve ao frigorifico cerca de 30 minutos.

Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 10/15 minutos.

domingo, 10 de março de 2013

E OS BOLOS E BOLACHAS MILKA CHEGARAM!...


   E eis que chegaram cá a casa algumas das novidades gentilmente oferecidas pela Milka, nas variedades...

   - Cake & Choc
   - Choco Twist
   - Choco Wafer
   - Choco Minis
   - Choco Biscuit
   - Choco Moooo

   Em breve convidarei os amigos para uma degustação!... Cá em casa já provámos algumas... não resistimos!... O dificil foi parar!!...

   Para já teremos bolachinhas para várias ocasiões caseiras...


 Para um coffee break a meio de uma tarde de trabalho...
   Choco Biscuit 








 
Ou num doce lanchinho de crianças...
Choco Minis











  E porque não num lanchinho mais gourmet?
   Choco Waffer
 
 

sexta-feira, 8 de março de 2013

BOLO DE AMÊNDOA MARROQUINO, M''HANNCHA, A SERPENTE



    Hoje é dia da mulher e para adoçar um pouco a vida de todas nós deixo-vos com este doce delicioso...

    Este doce marroquino deve o seu nome ao seu formato em forma de cobra. É um bolo à base de amêndoa, massa filo e água de rosas, o que lhe confere um toque muito aromático.
 
     Habitualmente não costuma levar coco, mas quando o estava a fazer achei que devia ligar perfeitamente bem... e não me enganei.



225 grs amêndoas raladas
175 grs açúcar em pó
1 gema
1 clara
2 colheres de sopa de água de rosas
6 folhas de massa filo
Manteiga derretida
1 colher de sopa de coco ralado

Açúcar em pó e canela para polvilhar




Misture as amêndoas raladas com o açúcar. Acrescente o coco, a clara e a água de rosas.

Envolva bem até formar um rolo estreito e comprido, aproximadamente com o mesmo comprimento da massa filo.

Numa superfície lisa estenda 2 folhas de massa filo lado a lado e pincele-as com a manteiga derretida. Coloque outras 2 folhas pinceladas com manteiga e repita o processo uma vez mais.

Coloque o rolo de amêndoa no centro e enrole-o. Enrole o rolo da massa filo em forma de cobra (como na foto acima). Coloque numa forma de fundo amovível.

Pincele com a gema batida e leve a forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos.

Retire do forno e retire da forma colocando numa rede para arrefecer.

Quando estiver frio polvilhe com o açúcar e a canela.

quarta-feira, 6 de março de 2013

COGUMELOS COM MORCELA E MAÇÃ



     Sou totalmente fã de cogumelos e assim assadinhos no forno e recheados ficam perfeitos!

    Desta vez usei produtos bem portugueses, a morcela alentejana, que adoro (o meu colesterol é que nem por isso, mas enfim...) e maçã. Fica uma entrada muito simples e saborosa.

Cogumelos
Morcela alentejana
Maçã
Azeite
Sal e pimenta
Salsa

Limpe os cogumelos e retire-lhes o interior com a ajuda de uma colherzinha. Tempere com o sal e pimenta e regue com um fiozinho de azeite.

Corte a morcela e a maçã em pedacinhos pequeninos e recheie os cogumelos.

Leve os cogumelos ao forno pré-aquecido a 180ºC.

Ao servir polvilhe com salsa picada.

terça-feira, 5 de março de 2013

QUEIJO FRESCO DE CABRA CASEIRO

 
 
   Este magnifico queijo fresco não foi feito por mim, infelizmente! Eu bem tentei, mas não me correu bem!...
 
   No outro dia fui visitar alguns familiares ao campo. Uma tia minha tem cabras, ordenhou-as e fez este queijo maravilhoso e ensinou-me a fazê-lo de forma tradicional... com cardo!
 
   Claro que lá vim eu equipada com o cardo pronta para o fazer com leite de vaca e foi um autêntico fiasco... Entretanto já li em alguns blogs que é importante acrescentar leite em pó. Qualquer dia experimento, mas para já não resisti em partilhar este convosco, feito, "à moda antiga"!
 
2 litros de leite de cabra
Cardo
2 colheres de água
 
 
Corte o cardo em pedacinhos e coloque-o em água, deixando-o no frigorifico de um dia para o outro.
 
No dia seguinte ferva o leite e depois deixe-o arrefecer até cerca dos 35ºC (mais ou menos a temperatura corporal).
 
Deite uma colher da água do cardo, mexa e tape o tacho. Deixe sem mexer cerca de 1 hora.
 
Destape o tacho e coe o queijo que entretanto já se formou usando para isso os aros para queijo, separando o liquido da parte sólida.
 
E pronto, o queijo fica pronto. É só adicionar sal se preferir e bom apetite! Ideal com um pãozinho quentinho.
 


segunda-feira, 4 de março de 2013

BORSCH, SOPA RUSSA DE BETERRABA




   Hoje o bilhete de avião leva-nos para leste... vamos até à Rússia com esta sopa de um vermelho intenso e sabores subtis mas inebriantes...

   O borsch é uma sopa tradicional dos paises do leste da europa, podendo ser consumida quente (Ucrãnia e Russia) ou fria (Lituania) e feita á base de beterraba. Frequentemente leva vários legumes e até carnes, mas eu trouxe-vos uma versão simples e cremosa. Para mim foi uma surpresa a nível de sabor, uma surpresa boa e certamente a repetir!

Beterraba cortada em cubos
Água
Azeite
Cebola picada
1 dente de alho picado
Sumo de limão
Sal e pimenta
Noz moscada
Iogurte natural


Descasque a beterraba e corte-a em cubos. Nesta fase pode usar umas luvas porque a beterraba deixa uma coloração vermelha nas mãos.

Coloque numa panelinha com o azeite, a cebola e o alho picados. Vá mexendo durante alguns minutos.

Acrescente um pouco de água e tempere com o sal, a pimenta e a noz moscada.

Quando a beterraba estiver cozida coloque o sumo de limão e triture no liquidificador.

Sirva quente ou fria acompanhada de uma colher de iogurte natural.

sexta-feira, 1 de março de 2013

TARTE DE CONES E FRAMBOESAS E UM CONVITE PARA JANTAR...

   Estava virada para o mar... o vento batia, suave, no meu rosto e permitia-me sonhar... permitia-me viajar e pensar em palavras e sonhos, imagens e sensações que não conseguia descrever...


   Para este momento tão especial e tão meu fui acompanhada de uma pequena grande delicia... uma tarte de cones e framboesas que se fazia sentir com o seu aroma perfumado, saindo atrevidamente do meu cesto...  Cortei um pedaço, coloquei num prato e servi-me de um copo de vinho...

   Ao longe comecei a ouvir um poema que se aproximava e parecia penetrar nestes meus sonhos, nestes meus devaneios... e que parecia querer partilhar comigo este momento de evasão e de prazer...


  Ouvia-se assim...
 



Gosto de ti calada porque estás como ausente
E me ouves de longe, e esta voz não te toca
Parece que os teus olhos foram de ti voando
E parece que um beijo fechou a tua boca.

Como todas as coisas estão cheias da minha alma
Tu emerges das coisas, cheia da alma minha
Borboleta de sonho, pareces-te com a minha alma
E pareces-te com a palavra melodia

Gosto de ti calada e estás como distante
E estás como queixando-te, borboleta em arrulho
E ouves-me de longe, e esta voz não te alcança:
Vais deixar que eu me cale com o silêncio teu
Vais deixar que eu te fale também com o teu silêncio
Claro como uma lâmpada, simples como um anel
Tu és igual à noite, calada e constelada

O teu silêncio é de estrela, tão longinquo e tão simples.

Gosto de ti calada porque estás como ausente
Distante e dolorosa como se houvesses morrido
Uma palavra então, um teu sorriso bastam
E estou alegre, alegre porque não é verdade.
                                            Pablo Neruda

 
   E é esta a minha participação no desafio Convidei para Jantar... Um Poema, que desta vez se encontra no blog Come Chocolates, Pequena, uma iniciativa de Anasbageri.

   Quando pensei em participar neste desafio veio-me logo à ideia este poema, de que gosto muito, sem que consiga explicar porquê...

   A inspiração para a receita fui buscar ao blog chileno da Rosita Vargas, Barato y Rico e dele trouxe esta tarte de aspecto magnifico e de sabor inebriante...

   Deixo-vos aqui a receita, mas aconselho, aos interessados a visitar a original porque fiz ligeiras alterações.


 



300 grs de farinha
200 grs de manteiga
3 ovos
100 grs de açúcar amarelo
100 grs de natas
1 colher de chá essência de baunilha
1 colher de chá de fermento
Framboesas
Cones de gelado
Açúcar em pó para polvilhar.

Misture o açúcar com a manteiga amolecida.

Acrescente as gemas uma a uma, mexendo entre cada adição.

Batas as claras em castelo e envolva delicadamente no preparado anterior. Junte a essência de baunilha.

Misture a farinha e o fermento e mexa bem até obter uma mistura homogénea e muito cremosa.

Com esta massa recheie os cones e coloque-os no fundo de uma forma de bolo de 22 cms. Dentro de cada cone coloque também algumas framboesas.

Disponha as restantes framboesas e a restante massa por cima dos cones.

Leve ao forno a 180ºC cerca de 30/45 minutos até que a tarte fique dourada.

Desenforme fria e polvilhe com açúcar em pó e decore com algumas framboesas.

Agora é só partir uma fatia, fechar os olhos e deixar-se levar por uma rima...